Vem Conhecer

by Kiko Perrone

supported by
/
  • Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

     $10 USD  or more

     

1.
03:35
2.
3.
03:45
4.
03:15
5.
03:21
6.
02:53
7.
8.
03:55
9.
10.
01:36

about

VEM CONHECER

1. Vem Conhecer (Kiko Perrone / Samuel Braga)
2. Fundo do Poço(Kiko Perrone / Marcelo Andrade)
3. Modernidade (Kiko Perrone / Marcelo Andrade)
4. Eu vim (Kiko Perrone)
5. Do Brasil (Kiko Perrone / Samuel Braga)
6. Farra do Sol (Kiko Perrone)
7. Chorou Janeiro (Kiko Perrone / Samuel Braga)
Part.Especial – Rebeca Vallim
8. Vô Tenório (Kiko Perrone)
9. Filme pra trás (Kiko Perrone / Pedro McCardell)
10. Galinha (Kiko Perrone)
Produzido por Kiko Perrone

Co-produção e Mixagem: Rodrigo Antão
Em São Paulo. Entre Jul/2010 a Fev/2012.

Bases de “Fundo do Poço” e “Modernidade” gravadas em Londres, 09 de janeiro de 2011.

credits

released 10 May 2012

Produzido por Kiko Perrone

Co-produção e Mixagem: Rodrigo Antão
Em São Paulo. Entre Jul/2010 a Mar/2012.

Fotos: Rama de Oliveira.
Ilustração: Karmo
Masterizado por Renato Coppoli no estúdio Audio Freaks.

tags

license

all rights reserved

feeds

feeds for this album, this artist
Track Name: Vem Conhecer
kiko perrone / samuel braga

vem conhecer o bloco do só prazer
venha dançar na casa do sempre amor
chegue feliz, que agora todo mundo
tá querendo te ver
plena de carinho como a flor

e vem mostrar que a gente ainda pode crer
no seu melhor, até quando se sente dor
eu quero é mais, quero alegria,
quero a vida, quero a música
e tudo que ela tem pra iluminar

o sol que vem abençoar
também te bronzeou
baixaram os santos pra chamar
o toque do tambor
Track Name: Fundo Do Poço
Fundo do Poço

Kiko Perrone & Marcelo Andrade
Novembro, 2010

Moedas e migalhas
Valem nada
Perdidas nas escadas
Dos meus erros
O meu chapéu vazio
Sem idéias
Revolucionárias

Na letargia do dia a dia
No fundo do poço
Um nó no pescoço que arde

Ar de desbaratinar
Há de música rolar no osso
Sem pescoço
Ar de música a rolar
Há de desbaratinar o osso, osso, osso, osso

Conversas tão pesadas
Levam a nada
Ninguém toca de graça (na na ni na)
Se toca, é de graça
Na praça a vida passa

Na primavera, trabalho já era
No fundo do poço
Um nó no pescoço que arde

Ar de desbaratinar
Há de música rolar no osso
Sem pescoço
Ar de música a rolar
Há de desbaratinar o osso, osso, osso, osso
Track Name: Modernidade
Kiko Perrone & Marcelo Andrade
14 de dezembro de 2010. Chesham UK


Diz que não dá mais, não deixou de sair
E me deixou na mão com a mão no passarinho
Terça feira insana encontrando as amigas
E eu conto carneirinhos pulando a cerquinha

De certa cerca eu vi o jardim da vizinha
A fruta que é proibida e que não é só minha
Voltei na patroa e propus-lhe um plano
Fica com as terças que eu fico com o resto do ano

Viva a modernidade
Só não conte a verdade
O que os olhos não vêem
O coração vai te revelar x2

Solução soluça, é pura ilusão
Se uma paixão chegar derrubando a casinha
Tem pra mais ninguém, vamos voltar atrás
Nunca mais terças feiras, contar carneirinhos

Viva a modernidade
Só não conte a verdade
O que os olhos não vêem
O coração vai te revelar x2
Track Name: Eu Vim
Eu vim

Kiko Perrone,
19 a 29-março-2010
(A)
Eu vim
Demorou mas tô aqui
Quando muitos não acreditavam
Quando o mar anunciou um naufrágio
Eu vim

Cheguei
Não tenho nada pra mostrar
Só o cansaço que me faz
Forte de alma pra gozar
Feliz

(B)
Coroado de flores
Calejado de dores
Entre horrores e amores
Eu vim

(C)
Tem muita gente matreira por ai
Confia só no final x2

(D)
Eu vim pra descobrir
O Arco Íris que é sem fim
Que vai e vem
E que deixa de existir x2

(E)
Tem muita gente matreira por ai, confia só no final
Tem muita gente manera por aí, tem muita gente legal
Tem muito nêgo sacana por aí, treta por coisa banal
Tem alguns nêgo bacana por aí, devia até ser normal
Track Name: Do Brasil
Do Brasil


Kiko Perrone e Samuel Braga
Música - 04,05/05/10 e Letra - 07/09/2010


Vem de lá
D’outro Mar
Quis a Cor
E o tambor

Eis o afro-samba a reinar
No chão que é de mais de um lugar
É tanta África aqui

Vem de lá
Do alto mar
Desaguou
O tambor

Eis o afro-samba a reinar
No chão que é de mais de um lugar
É tanta África aqui

Onde o branco e o índio viveram
Tantas noites sem fim de luar
Viram as arcas de Noéis
E a cadência bonita nos pés

Do Brasil
Track Name: Farra Do Sol
Farra do Sol

Música e Letra: Kiko Perrone
30/Jul. 04-05 Ago – 2009.

(versos 1)
Essa luz que brilha mais forte
E traduz a poesia da sorte
Uma gente que canta e que vibra
E não vai parar de lutar

O tempero que a gente conhece
O suor na pele que é nosso
Uma voz que ao longe ecoa
O calor que emana do Sol

Oba , oba , yê ah
Oba , oba , yê ah
Oba , oba , yê ah
Oba , oba , yê ah

(parte 2)
O Sol,
até quando ele vem nos queimar?
É o que a gente tem...
O mar
Que esse mundo deixou para trás
Que vai e que vem, quem vai e quem vem?

(Versos 2)
A morena na roda gigante
O guri que alimenta o elefante
A miragem da água na areia
Isso é tudo que faz delirar

Nesse dia de pura folia
Eu invento minha fantasia
Na ciranda que é viva e convida
É no fogo que eu vou farrear

Oba , oba , yê ah (ETC)
Track Name: Kiko Perrone and guest singer Rebeca Vallim - Chorou Janeiro
Chorou Janeiro


Música – Kiko Perrone, 03-fev-2010
Letra - Samuel Braga, Março 2010.


Até chorou janeiro
No derradeiro instante
Você me chega
Por mais que eu ceda
A chuva teima em cair
Até chorou janeiro

Me lembro de setembro
Momento só de flores
A primavera
E suas cores
Vieram pra desbotar
Até chorou janeiro

Fomos tão nossos e nos despimos
Tanto sonhamos no Paraíso
Foi muito gozo e riso
Até perdi teu cheiro
Por que chorou janeiro

Pois é, nosso tempo já passou
Mas te quero muito bem
Tens um novo amor
E eu vou seguir por aí
Ver o Sol sair
No horizonte, vai brilhar para mim
Track Name: Filme pra Trás
Filme pra Trás


Letra: Pedro McCardell.
Música: Kiko Perrone. 2007.


Quando você foi embora
Deixou um filme pra trás
Nossa música agora
É tema de fundo de bar

Amanhã bate à porta
Qualquer rádio sem avisar
Que eram vestígios e planos
Nossa banheira era o mar

Fadas de brinquedo
Nos levaram a tantas cidades
Chegamos perto do inferno
Sempre queria voltar

Tua sala tem meus livros
Te amei como um louco
Desenhei cpas de discos
Acho que já posso me encontrar